RADARES: Diretor da EMDURB Marília explica que medida é necessária para reduzir acidentes e mortes

RADARES: Diretor da EMDURB Marília explica que medida é necessária para reduzir acidentes e mortes

O Dr. Fogaça, diretor presidente da EMDURB (Empresa municipal de Mobilidade Urbana de Marília), afirma que a instalação de radares de controle de velocidade na cidade é uma medida necessária para redução do número de acidentes e das mortes no trânsito em Marília. Em 2017 foram registradas 36 mortes no trânsito em Marília, sendo 15 no perímetro urbano. A Emdurb está retomando a instalação de radares e redutores de velocidade, através de um processo licitatório vencido em 2015 pela empresa DCT Tecnologia.


O presidente da Emdurb, Valdeci Fogaça, explica que os radares são de fundamental importância para controlar o excesso de velocidade nas vias públicas e evitar acidentes e mortes no perímetro urbano da cidade. “Sabemos que os vereadores trabalham para o bem da sociedade e pela redução dos acidentes e pela vida. As estatísticas mostram que houve aumento de 50% nos acidentes em Marília. É uma medida pela segurança da população”, disse. 


Fogaça afirmou que a implantação dos radares é feita através de sistema de locação e não de terceirização. A empresa implanta o software e todos os equipamentos para execução do controle por radares e são responsáveis por todo monitoramento do sistema.

Ele explica que a Emdurb não tem capacidade técnica para realizar esse tipo de serviço. “É impossível a Emdurb colocar radares por conta própria. Não temos capacidade técnica, é necessário um software próprio para esse sistema. E também não temos recurso para equipamentos. Nós retomamos um processo licitatório de 2015 com a menor cotação”, disse. 
Valdeci Fogaça explica que em todas as cidades onde os radares e lombadas eletrônicas foram implantados foi feito por empresa especializada. “É inviável qualquer empresa pública implantar esse serviço, que necessita de softwares específicos com demanda técnica especializada”. 

O diretor afirma que a Emdurb terá autonomia de fiscalização do sistema e que os Agentes de Trânsito vão continuar com apoio e fiscalização do trânsito. “Recentemente tivemos mais um acidente com morte na Via Expressa. É importante pensar que temos que tomar medidas para preservar a vida”. 


Fogaça lembra ainda que a instalação de radares é uma imposição do Ministério Público, após a formalização de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para que a Emdurb implemente ações para reduzir os acidentes de trânsito na cidade. (Jornal da Manhã)

RADARES TESTES

A EMDURB (Empresa Municipal de Mobilidade Urbana de Marília) informa que os radares entrarão em testes nos dias 3, 4, 5, 8 e 9 de janeiro. Serão dois pontos: na avenida Sampaio Vidal esquina com a rua 9 de Julho e na Via Expressa Sampaio Vidal. Será somente teste e, portanto, não haverá nenhum tipo de autuação.

EMDURB esclarece que o radar na Via Expressa é móvel, devido à dificuldade de se montar uma estrutura transitória no local. Informa também que não serão utilizados radares móveis no perímetro urbano de Marília e, que numa eventual instalação futura dos radares fixos, todos os pontos serão devidamente sinalizados. (Foto: PMM/Ligia Ferreira)

Galeria de Imagens


avatar

Postado por:

CPD

EMDURB - Empresa Municipal de Mobilidade Urbana de Marília.

Artigos Relacionados

Ir ao Topo